[PORTUGUESE] “PAYT em Portugal… os próximos passos!” foi tema de workshop

O evento contou com a presença de oradores nacionais e internacionais e decorreu em simultâneo com uma exposição de equipamentos para os sistemas PAYT (“pay-as-you-throw”), que visam a redução da fatura dos resíduos.

Integrado no projeto LIFE PAYT do CERNAS – Escola Superior Agrária do Politécnico de Coimbra (ESAC-IPC), realizouse no dia 21 de novembro o workshop “PAYT em Portugal… os próximos passos!”,  no auditório do Museu Portugal Romano em Sicó (PO.RO.S) em Condeixa-a-Nova, a fim de promover a inovação no setor dos resíduos. A par com esta iniciativa, decorreu uma exposição de equipamentos, promovida por empresas de desenvolvimento tecnológico na área do PAYT, na qual foram apresentados produtos e ferramentas disponíveis no mercado nacional para estes sistemas.

O workshop, que resultou de uma parceria com a Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, contou com a presença do vice-presidente do Politécnico de Coimbra, José Gaspar, da chefe da Divisão de Ambiente e Serviços Urbanos da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, Helena Bigares e do vereador de Ambiente e Serviços Urbanos da Câmara Municipal de Condeixaa-Nova, António Ferreira, na sessão de abertura. Salientam-se sessões proferidas por oradores nacionais e internacionais sobre o futuro dos sistemas PAYT e a discussão dos principais constrangimentos e potenciais melhorias do sistema, com abordagem de diversos exemplos de implementação.

José Gaspar, vice-presidente do IPC, salientou os benefícios deste projeto para a sociedade e ressalvou a importância da consciencialização para a sustentabilidade ambiental, referindo que “o caminho para um futuro mais sustentável deve começar em casa e nas atividades do dia-a-dia. Com o LIFE PAYT, os cidadãos, para além de acederem a uma tarifa mais justa, são estimulados a reduzir a quantidade de lixo que produzem em casa e estão a contribuir para a diminuição da quantidade de resíduos nos aterros.” O LIFE PAYT visa a aplicação de um modelo de tarifação de resíduos PAYT — “pay-asyou-throw”, para que cada cidadão pague apenas o que coloca no contentor do lixo indiferenciado, em vez de uma tarifa de resíduos em função do consumo de água, como se verifica atualmente em Portugal. (Página 8)

Απάντηση

Αρέσει σε %d bloggers: