[ENGLISH] [PORTUGUESE] [PORTUGUESE] Condeixa: Nova viatura vai medir o lixo e aliviar a fatura de quem mais recicla

O município de Condeixa-a-Nova acaba de receber uma nova viatura de recolha de resíduos indiferenciados que pretende responder à implementação do sistema PAYT, que se prevê entrar em vigor no primeiro trimestre de 2020, beneficiando quem mais separa o lixo reciclável.

A nova viatura de recolha de resíduos urbanos indiferenciados, com capacidade para 15 m3, foi adquirida no âmbito da candidatura designada con(DEIXA)-à-PORTA, efetuada ao POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), representando um investimento de quase 155 mil euros, cofinanciados em 85% por aquele programa, sendo o restante assegurado pelo Município.

Este novo veículo será agora devidamente adaptado com tecnologia RFID (instalação de hardware para recolha e sistematização da informação referente aos produtores), de modo a poder permitir avaliar o volume de resíduos indiferenciados produzidos por cada produtor e posteriormente fazer a respetiva indexação à fatura do mesmo.

A introdução deste novo sistema, destinado apenas numa primeira fase ao setor não doméstico (estabelecimentos comerciais), baseia-se no conceito PAYT – Pay as You Throw (Paga pelo que deita fora) e pretende incentivar à redução da produção de lixo indiferenciado e ao aumento da recolha seletiva.

“É um sistema já experimentado noutros países e com resultados muito relevantes ao nível da quantidade de lixo indiferenciado que é enviado para aterro, que baixou drasticamente após a introdução das novas regras. É um passo muito importante para o município de Condeixa que contribui para a redução da nossa pegada ecológica, em prol da sustentabilidade ambiental. Evidentemente, o sucesso deste novo sistema vai depender fortemente da colaboração e do compromisso dos nossos munícipes”, destaca Nuno Moita da Costa, presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova.

Desta forma, será possível aderir a um novo tarifário PAYT, mais justo e equitativo, que beneficia quem menos lixo indiferenciado produz. A nova tarifa deixará de estar indexada ao consumo de água, como acontece atualmente, passando a estar associada ao volume de resíduos indiferenciados.

Com este novo sistema inovador será possível premiar os cidadãos que fazem a separação seletiva e que demonstram preocupação com a redução de resíduos indiferenciados. Para além disso, o novo sistema apresenta uma maior facilidade e comodidade já que permite ao produtor reciclar sem sair do seu estabelecimento comercial.
Assim, ao reduzir a quantidade de resíduos produzidos e ao aumentar a deposição seletiva vê as suas boas práticas ambientais recompensadas através de uma tarifa mais justa.

Refira-se que desde agosto de 2018 que a ERSUC- Resíduos Sólidos do Centro, em colaboração com o município de Condeixa, passou a efetuar o serviço de recolha seletiva multimaterial porta-a-porta junto dos estabelecimentos comerciais (setor não doméstico). Aquando da recolha são entregues novos sacos, nas cores respetivas de cada um dos fluxos (papel/cartão, vidro e embalagens), de modo a permitir o acondicionamento separado dos resíduos.

Notícia original em Notícias de Coimbra

Απάντηση

Αρέσει σε %d bloggers: