Condeixa-a-Nova tem duas novas viaturas para medir o volume de resíduos e promover a reciclagem

O município de Condeixa-a-Nova recebeu em novembro uma nova viatura de recolha de resíduos indiferenciados que pretende responder à implementação do sistema PAYT (Pay as you throw / Paga pelo que deita fora), com previsão de entrar em vigor no primeiro trimestre de 2020, beneficiando quem mais separa o lixo reciclável.

Para além da viatura de recolha dos resíduos indiferenciados, o município adquiriu ainda uma segunda viatura de recolha de resíduos recicláveis. Esta viatura destina-se a responder à necessidade de criar novos circuitos de recolha de resíduos recicláveis, nomeadamente porta-a-porta junto de estabelecimentos de comércio e serviços. Trata-se de um investimento fundamental para a implementação do sistema PAYT em Condeixa preconizado para o setor de produtores não doméstico (estabelecimentos comerciais e serviços, tais como lojas, bares, restaurantes, cabeleireiros, bancos, entidades públicas, entre outros) e que pretende incentivar a redução da produção de resíduos indiferenciados e o aumento da recolha seletiva.

Os dois novos veículos serão devidamente adaptados com tecnologia RFID (instalação de hardware para recolha e sistematização da informação referente aos produtores), de modo a poder permitir avaliar o volume de resíduos indiferenciados produzidos por cada produtor e posteriormente fazer a respetiva indexação à fatura do mesmo.

“É um sistema já experimentado noutros países e com resultados muito relevantes ao nível da quantidade de lixo indiferenciado que é enviado para aterro, que baixou drasticamente após a introdução das novas regras. É um passo muito importante para o município de Condeixa que contribui para a redução da nossa pegada ecológica, em prol da sustentabilidade ambiental. Evidentemente, o sucesso deste novo sistema vai depender fortemente da colaboração e do compromisso dos nossos munícipes”, destaca Nuno Moita da Costa, presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova.

Desta forma, será possível aderir a um novo tarifário PAYT, mais justo e equitativo, que beneficia quem menos resíduos indiferenciados produz. A nova tarifa deixará de estar indexada ao consumo de água, como acontece atualmente, passando a estar associada ao volume de resíduos indiferenciados.

Refira-se que desde agosto de 2018 que a ERSUC- Resíduos Sólidos do Centro, em colaboração com o município de Condeixa-a-Nova, passou a efetuar o serviço de recolha seletiva multimaterial porta-a-porta junto dos estabelecimentos comerciais (setor não doméstico). Aquando da recolha são entregues novos sacos, com as cores respetivas de cada um dos fluxos (papel/cartão, vidro e embalagens), de modo a permitir o acondicionamento separado dos resíduos.

Fonte 1: https://cm-condeixa.pt/noticia/2285/?fb_comment_id=2495862833863883_2496494680467365

Fonte 2: https://cm-condeixa.pt/noticia/2300/

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: