Resultados do inquérito PAYT no bairro da Forca: consciencialização

O sistema PAYT (pague-apenas-o-que-deita-fora) em breve será implementado em escala piloto no bairro da Forca, em Aveiro, com o objetivo de encorajar boas práticas na separação de resíduos. Para compreender a opinião dos utilizadores deste serviço, o projeto LIFE PAYT realizou um inquérito com 76 participantes do setor doméstico e comercial. O questionário foi dividido em três partes: consciencialização para a reciclagem, satisfação com o serviço de gestão de resíduos e conhecimento da tarifa cobrada. 

Os entrevistados foram unânimes ao considerar a reciclagem de extrema importância, mas apenas 58% deles separam mais do que três tipos de materiais. A análise dos questionários indicou que 75% dos inquiridos sentem-se responsáveis pela separação dos resíduos, no entanto, dois participantes do setor doméstico e quatro do comércio (8%) afirmaram que não separam nenhum tipo de resíduo. Os materiais que os inquiridos dizem separar mais são: papel e cartão (86%), plástico e metal (76%) e o vidro (75%).

Por outro lado, o resultado da Campanha de Caracterização de Resíduos feita no bairro da Forca, em Junho de 2017, indicou que quase 20% do lixo que não foi separado pelos moradores do bairro é composto por recicláveis, como: papel e cartão (9%), plástico e metal (5,6%) e vidro (5,1%); e que os resíduos orgânicos e verdes que raramente são valorizados (15%), representam a maior parte (59,8%) da fracção do que se deita fora pelo setor comercial e residencial do bairro. Alguns dos moradores foram além das habituais alternativas para reciclagem, e declararam nos questionários que separam materiais como: anilhas de latas, cartuchos de impressora, cortiça, cápsulas de café e lâmpadas.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: