Aveiro conhece a composição física dos resíduos produzidos no Bairro da Forca

 

No âmbito do projeto europeu LIFE PAYT foi efetuada a caraterização dos resíduos urbanos da área de demonstração. O objetivo principal foi avaliar a quantidade e composição dos resíduos produzidos pelos habitantes e setor comercial dessa área. Ao longo de 4 dias (8, 9, 13 e 14 de junho), a SUMA realizou um circuito dedicado ao Bairro da Forca, e foram analisados 26 contentores de 800 litros da Urbanização, que conta com edifícios multifamiliares, moradias, comércio (restaurantes, cafés, serviços de saúde), e que servem cerca de 1150 habitantes.

Estima-se que na Forca, a produção média de resíduos urbanos indiferenciados seja de 341 kg/hab./ano, valor abaixo da média de produção de todo o município. Os resultados da caraterização mostram que a maior parte dos resíduos (59,8%) são biodegradáveis. Seguem-se os vários tipos de resíduos recicláveis, 9% papel e cartão; plásticos são 5,6% (embalagem e não embalagem); vidro 5,1%; metais correspondem a 0,8%; compósitos 1,1% e resíduos perigosos 1,3%. Os têxteis sanitários representam cerca de 7,4% e têxteis de roupa 3,1%. Destaque-se a presença nos contentores de uma elevada quantidade de resíduos hospitalares (0,8 % da amostra caraterizada, totalizando 15,65 kg). 

Portanto, cerca de 22% de todos os resíduos gerados são passíveis de ser colocados nos Ecopontos, estimando-se assim que, por ano, 73 toneladas de resíduos recicláveis são misturadas com os resíduos indiferenciados.

No final do Projeto, pretende-se repetir o inquérito para analisar as mudanças comportamentais impulsionadas pelo LIFE PAYT.

O objetivo desta campanha é conhecer a composição dos resíduos indiferenciados produzidos no Bairro da Forca, em Aveiro. Os resíduos, encaminhados para as instalações da ERSUC, foram analisados pela empresa ECOGESTUS.

Em conjunto com outras ações, os resultados desta campanha permitirão identificar as atuais práticas de resíduos auxiliando na definição da estratégia de comunicação a desenvolver para o Bairro. Esta campanha está inserida no projeto LIFE PAYT, um projeto financiado pela União Europeia, que tem como principal objetivo a implementação no município de um sistema PAYT – “pague apenas o que produz”.

 

 

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: